terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Domingo, 21 de fevereiro de 2010

Último dia do Ti em Paris, fomos para Versailles. O dia estava meio nublado, mas tudo bem, no inverno não veríamos muita coisa no jardim mesmo. A viagem até Versailles é bem comprida, tem que pegar um trem em alguma estação de metrô e demora cerca de 40 minutos até chegar no bairro. O bairro próximo ao Palácio é lindíssimo, bem tradicional, com casinhas fofinhas.
Este palácio foi construído por Louis XIV no ano de 1664 para abrigar toda a família real. Consistia em diversos cômodos (pois o palácio é enorme) onde a família dava bailes, estudava, dormia, tinham reuniões e também passeavam. A visita no palácio é com audio-guide (vocês verão nas fotos a gente com um fone de ouvido ridículo e por isso a visita se torna muito mais interessante.
Conforme você vai passando pelos cômodos da casa, existe uma explicação do que acontecia naquela sala, de porquê foram pintadas aquelas figuras e até porque aquele cômodo se encontra naquela direção do Palácio. É muito bom mesmo! Juntando a Conciergerie, Louvre e Versailles , eu praticamente recriei toda essa época na minha cabeça e tudo começou a fazer um pouco mais de sentido.
Mas Versailles não é só o Palácio. Tem ainda um jardim maravilhoso e gigantesco no fundo dele, com lagos, fontes, estátuas, lindíssimo! Hoje muitas pessoas freqüentam os jardins para correr, caminhar, brincar com as crianças... No final do Jardim, ainda existe 3 mini-palácios que eram usados por Maria Antonieta e Louis XVI para terem um pouco mais de privacidade e deixar um pouco de lado toda aquela obrigação de Rei e  Rainha. Vocês sabiam que quando um herdeiro ia nascer, tinha que ter a presença do povo para realmente comprovarem de que aquele herdeiro era legítimo? (ou pelo menos legítimo da rainha né? Pois a gente sabe que Maria Antonieta era muito da safadinha).
Dentro do Palácio, o que tem de mais impressionante, além dos aposentos reais, é a Chapelle Royale, que é uma linda capela onde a família real celebrava missas. Galerie des Glaces, ou sala dos espelhos, que consiste em uma sala comprida que de um lado estão as janelas e logo em frente, espelho, para refletir o jardim na parede inversa. Foi lá que foi assinado o Tratado de Versailles.
Adorei o passeio e acho que vale muito a pena, mas deve valer mais a pena ainda na primavera e no verão, pois o Jardim deve ficar lindíssimo! E tem que passar o dia, chegar bem cedo e ir embora só no finalzinho da tarde. Em Versailles há diversos locais para comer e tomar um café, então nem precisa se preocupar em levar um lanchinho. Se der, vá de tênis e faça uma caminhada pelos jardins no final (se ainda agüentar).
Depois deste passeio maravilhoso e do final de semana sensacional, pegamos o trem de volta para Paris. Eu voltei para a casa e o Ti já foi direto para o aeroporto no final da tarde!
Um bisou e à demain!

Um comentário:

Gabitus disse...

huuum.... que lindo!!! aqui, pra caminhadas, no máximo o ibirapuera!! não deve chegar aos pés dos lindos jardins daí!!

beijinhos!!!